quarta-feira, 11 de março de 2009

Review 3x19 - Shades of Gray

Heroes is back to the track! O primeiro episódio da temporada que conta com o trabalho efetivo de Bryan Fuller já encaminha Heroes para seus velhos e bons tempos.

O texto a seguir contém informações reveladoras sobre este episódio. Se você não quer saber o que vai acontecer em Heroes, não leia este texto adiante.

Já é possível sentir os ares da primeira temporada em "Shades of Gray". O absurdo da bomba e da explosão em Washington causou mal estar nos fãs pela recorrência de clichês usados e re-usados na série. Diria até mesmo que fez muitas pessoas desistirem de vez de assistir Heroes. Mas a situação foi resolvida rapidamente. Apesar desse episódio ter sido um dos melhores de Fugitives a audiência não correspondeu a ele, foi a mais baixa até agora. Mas vamos discutir isso melhor no post sobre a audiência da série. Por enquanto vamos analizar os altos e baixos desse episódio, que apesar da melhora ainda deixou muita coisa a desejar.


Os tons de Sylar

Sylar finalmente alcança seu objetivo e encontra seu pai. E o pai de Sylar é exatamente como o filho, rouba poderes e não está nem aí com ninguém. Até o tom sarcástico é parecido. No geral o encontro deu um bom resultado, mas achei os dialogos muito estranhos. O roteiro foi muito mal escrito, as falas dos dois estavam cheias de clichês e foram bem previsíveis. É um pena não terem tanto cuidado com uma parte importante da saga. Tenho certeza de que o roteirista que escreveu o encontro não foi com certeza o mesmo que, por exemplo, tenha escrito a narração do Mohinder ao final do episódio.

E seja lá o que Sylar pretende agora indo atrás de Danko, parece ser bem interessante. É esse tipo de cena do vilão que eu espero ver nessa temporada, é nisso que ele é mesmo bom. Só espero que ele não vá querer unir forças com o Hunter/Danko, porque aí vai ficar muito chato.


Foge Claire!

As reflexões de Claire sobre seu papel no mundo tem melhorado e muito. Foi um pouco forçado o Doyle aparecer dando uma de bonzinho, mas pelo menos ao final do encontro dele com a Claire senti que o cara não mudou nada. Mas ele pode ser um bom aliado no futuro. Se o Rebel acredita nele eu também acredito. Aliás cada vez acho a inclusão do Rebel umas das melhores sacadas da temporada. Tá ficando cada vez mais na cara que ele é o Micah, só espero que não tirem o menino de novo da série porque aí eu é que vou ficar revoltada.

O final da Claire nesse episódio também foi bem interessante, com Nathan segurando ela do lado de fora da casa. Como eu imaginava isso tudo ia explodir bem na cara dele.

E a cena de Claire na loja de HQs foi meio sem graça, também não serviu pra nada. No máximo ela trabalhou por um dia. Quiseram ressuscitar as referências ao mundo dos quadrinhos, mas ficou muito sem graça. Impressão minha ou aquele cara da loja se parece muito com o ator Evan Mcgregor? Quase achei que era ele mesmo.


Nathan, o novo Rebel

Eu não esperava tão cedo que o Nathan também tivesse que fugir. Fiquei aqui analisando a conversa da Angela com o Bennet e depois o que aconteceu com Nathan e Danko. Dá a impressão que mudaram o rumos dos acontecimentos em relação ao plano da Angela, mas talvez isso tenha sido mesmo a intenção dela: fazer Nathan aprender com os próprios erros. Uma vez que Danko está fora agora é Bennet quem comanda tudo com o aval da Angela. Quero só ver onde isso vai dar.

E aquela cena do Nathan com o Danko no prédio tava bem previsível também, foi só ver aquela janela imensa atrás dele que já dava pra imaginar o que ia acontecer. Apesar de não gostar do Danko (afinal quem gosta?) achei bem feito para o Nathan. E falando no Danko, ele é um vilão totalmente sem carisma, daqueles que você nem adora odiar. Pelo menos assim ninguém vai querer que ele sobreviva no final, não é mesmo?


Se lembraram do Hiro

Depois das trapalhadas na Índia, deixaram Hiro e Ando de molho por dois episódios. Até achei estranho ve-los já de volta a Califórnia. Não sei se a mudança aconteceu pela má recepção da história da Indía pelos fãs, ou se estava mesmo programada, mas pelo menos no pouco que eles apareceram já dá pra notar que eles vão enfrentar novas trapalhadas pra cuidar do filho no Matt. Alguém mais se lembrou do desenho dos Incríveis ao ver a cena da babá saindo enlouquecida depois de cuidar de um "bebê como poderes"? A referência a outras produções não pára. Já tivemos Lost, Prision Break e agora Os Incríveis. Deve haver ainda mais outras que eu não tenha conhecimento. Quem souber de mais, por favor, indique nos comentários.

E sobre o fofo do bebê do Matt, para quem não viu, fizemos uma matéria sobre as crianças em Heroes, que também fala do pequeno Sylar. Tem algumas imagens interessantes de bastidores, clique aqui para ver.


E o rodízio continua

Hoje foi a vez de Peter sumir. Mohinder continua preso e Tracy apareceu só pra dizer que ainda tá na série.


Ponto alto

A narração de Mohinder. Alguém tinha comentado que estava sentido falta dela. Eu nunca achei que iria sentir também, mas ao ve-la de volta nesse episódio percebo o quanto ela faz falta. E não só a narração em sí fez falta, mas também as cenas que são mostradas com ela, revelando um lado mais reflexivo dos personagens que também torna a trama mais reflexiva ao final do episódio.


Ponto baixo

Mesmo com muitas cenas inúteis, a minha maior decepção ainda foi em relação a cena de Sylar com seu pai. Foi sem graça como o passado de Bennet mostrado em "Cold Wars" falta total de criatividade.


O que esperar daqui por diante

Preparem-se para SPOILERS! Em breve um personagem irá morrer e veremos no próximo episódio o início da queda desse personagem. Alguém mais acha que é o Sylar?

O Rebel finalmente vai ser revelado.

E pelo nome do próximo episódio "Cold Snap" Tracy deve aparecer novamente. Aliás, se o Rebel vai mesmo salva-la como ele avisou num monitor do Prédio 26, tudo indica que vai ser nesse próximo episódio. Numa entrevista recente Ali Larter comentou sobre a volta de Bryan Fuller e disse sobre uma cena que ele escreveu em que sua personagem estaria envolvida em muita água. Seria uma boa solução para libertar Tracy, inundar o prédio 26.

Matt deve se encontrar com Daphne novamente, a cena será dramática, mas não sabemos até que ponto (ela morreria?). Isso foi implicito nos recados do Twitter entre Greg Grunber (Matt) e David H. Lawrence (Eric Doyle).

14 comentários:

  1. diria que esse episódio está servindo de base para o desenvolvimento tardio de Heroes. Longe de ser bom, mas pelo menos cria algum caminho ao horizonte.

    completamente desnecessária a cena do Sylar com o pai, esses poderes todos copiados é uma falta de imaginação sem tamanho.

    se ele copia poderes matando, quantos ainda existiam? pq a gangue do patriarca patrelli não o impediu? eles não eram salvadores da humanidade a eras atrás? muito ruim.

    quanto ao sylar e o danko, se ele não estiver buscando informações sobre os alvos, suas posições e matar o personagem será mais uma perda de tempo, mas heroes gosta disso mesmo.

    micah está detonando como Rebel é a única parte que está contando. mas vale lembrar que o controle dele é bem maior (todas as máquinas eleitorais do estado de N.Y), deveria ser ainda mais espantoso do que vimos.

    quanto ao restante... rendenção... bêbes com poderes, céus, tudo menos isso!

    sigamos com o martírio.

    ResponderExcluir
  2. Eu gostei do episódio, embora o "prato principal" - encontro do Sylar com o pai - tenha sido HORRÍVEL, conforme você escreveu no review. O diálogo foi fraco, forçado; o pai do Sylar é ele mesmo mais velho, mas sem poder de cura. Só. Poderia ter um poder semelhante e mais criativo, e não exatamente o mesmo. Até a onipresente e manjadíssima telecinésia estava lá. E o Sylar viajou quilômetros só pra descobrir que ele "pode fazer a diferença" e que "é um covarde que só caça fracos"? Nossa. Ao menos gostei de vê-lo na casa do Danko. Tomara que se matem...


    Aliás, Danko só está vivo porque, se morrer, a saga praticamente perde o sentido, já que Angela e Bennet juntos poderiam mexer umas cordinhas e acabar com o programa de caça, sem Nathan e Danko no caminho.

    Espero que expliquem bem o ódio que Danko nutre pelos "evoluídos", que seja algo diferente do clichê "mataram minha filha e quero descontar em todos da mesma raça".


    Não me pareceu que Danko foi realmente demitido após desmascarar Nathan; parece-me que ele manteve sua posição após expulsar o rival. Aliás, a cena entre os dois foi muito muito previsível, com aquela janela enorme atrás do homem voador...


    Angela é DEZ. Aguardo ansiomente o capítulo dedicado a ela. Sem mais. =]


    Estou gostando da Claire, mas a cena dela na loja de quadrinhos foi bobinha... E Eric Doyle não mudou nada. Não matou a agente Rachel Mills porque não quis. Aliás, essa agente possui um poder, o de teleporte, conforme se pode conferir nos websódios "The Recruit". Mas ele detesta o próprio poder e não aceita ser uma "evoluída".


    O bebê Parkman causando terror na babá adolescente me lembrou Os Incríveis imediatamente. Estou ansioso pra saber o poder do moleque. Sobre outras referências, sempre encontro uma, verei novamente alguns episódios para enumerar algumas. Mas quase sempre essas referências são fraquinhas, clichê.


    Aposto que o Rebel na verdade seja Angela manipulando o pequeno Micah, e quem sabe também a Molly. Duvido que Micah sozinho tenha discernimento e maritudade para realizar um empreendimento desses.


    E tomara que a pessoa "importante" a morrer seja o Sylar! Zachary Quinto vai estrelar como Dr Spock no novo Star Trek, então ninguém precisa mais do "comedor de cérebros"!

    ResponderExcluir
  3. Oi Amanda, é a primeira vez q posto aqui no HeroesBrasil.

    Gostaria de apenas fazer uma observação quanto ao Micah, seria muito bom que ele voltasse mesmo para a série, mas será que o Rebel não seria a Hanna (a mulher wireless), visto que surgiu comentários que iríamos ver novamente personagens do inicio da série

    ResponderExcluir
  4. Entre pontos fortes e fracos do episodio...para minha decepção não teve o "quera-pau", uma luta propriamente dita entre pai e filho poderosos e pior! mais uma vez mostra o quão Sylar é poderoso e nada derruba o cara, efeta, o acoa, simplesmente tornaram ele invencivel. Agora é esperar para ver qual vai a ser a com o Danko. Minha esperança é que Danko também seja poderoso e tenha a maior luta de todos os tempos entre velões...uau viajei agora rsrs

    ResponderExcluir
  5. Gostei do episódio. As coisas estão melhorando depois dessas escorregadas que deram no começo do volume.
    Alguém mais achou que o Nathan usou o poder do Matt para influenciar o presidente e colocar o Noah no comando da operação, demitindo o Hunther? Imaginei isso na cena em que o Noah fala com a Claire no telefone...

    ResponderExcluir
  6. Anônimo5:07 PM

    Não sei se repararam mas o nathan esta ligado ao rebel, ele disse para a Tracy: "talvez nao perceba mas estive ajudando você o tempo todo" " você e todos os outros"...e no fim ele foi buscar a claire logo depois de ela receber a mensagem...

    ate gostei do episodio...e acho que heroes apartir de agora vai surpreender...

    :)

    ResponderExcluir
  7. Weeeeee, eu não fui a única que achei a narração do Mohinder o melhor do epi!
    \o/~~

    Valeu Amanda, adorei especialmente esta parte do que tu escrevestes! ;)


    Sarah Suresh ;*

    ResponderExcluir
  8. Anônimo4:24 AM

    Cena Danko e FlyMan(Natahn)

    na verdade se vcs observarem bem.. nem entendi por que o Nattan tem que fugir.. pois a camera foi desligada.. conforme pode ser verificada ao fundo atrás de Danko,(acredito que tenha sido o Rebel) sendo assim ninguem acreditaria nele

    Rodizio
    sou a favor do rodízio, ja que com tantos personagens, se quiser contar algo em tão pouco tempo tempo de episódio.. não dá pra mostrar todos os personagens da série

    ResponderExcluir
  9. alessa2:38 PM

    eu achei tbm k a melhor parte do episodio foi a parte final da narraçao do suresh...achei mt bonito e com a junçao das cenas ficou aiinda mais bonita.
    eu só espero k kuando a tracy morrer o autor nao se lembre de trazer a barbara(ou lá como se chama a 3º gemea!)....he man, ja ningm aguenta! eu adorava a nikki/jessica...kuando morreu nu incendio (e dps aparece branca linda e loira no caixao...matou-me)...a tracy é tao "sem sal" tomare k melhorem a personagem dela, pk gosto da Ali larter. Ainda de "luto" pela ELLE e pela nikki eu nao percebo pk continuo a ver heroes, enfim é um vicio! temos sempre akela expectativa k volte a ser o melhor dos melhores!

    ResponderExcluir
  10. Olá Amanda. Tudo bom?

    Tbm acredito que o Rebel é na verdade a Hanna. O Micah ainda é muito criança para decidir quem deve ser resgatado, como o caso do Doyle. Creio que seja alguém que esteja mesmo dentro do governo, que tenha um plano maior do que só salvar os heroes.

    E esse episódio foi melhorzinho mesmo. E nem achei tão ruim assim o encontro do Sylar com o pai dele. Fizeram todo um alarde em cima da contratação de John Glover para fazer o papel e creio que ele ainda tem algo a dar na série. Mas a idéia era essa mesma: mostrar ao Sylar que se ele quiser saber o que faz no mundo, vai ter que ir atrás de caras fortes, de adversários que possam desafiá-lo. É por isso que vai atrás de Danko, que pra mim, só pela aparência, tem algo errado. Mas não vai fugir de um dos clichês: ou alguém com dom matou um familiar ou grande amigo; ou algum parente tinha um poder e acabou fazendo mal uso dele; ou ele mesmo tem um poder e se odeia porque esse poder só lhe trouxe desgraça.

    E o Hiro perde o sentido na série sem o seu poder. Se não encontrarem um jeito dele recuperar o poder dele, espero que seja ele que morra. Não que eu não goste dele, mas está só fazendo volume na série sem poder, já que o poder do Ando não sere pra nada ao lado de do Hiro...

    Há braços

    ResponderExcluir
  11. Anônimo5:55 PM

    ola, bom o epsodio foi todo introdutorio para a entao iniciada temporada. agora com Sra Petrelli no comando a agencia se estendeu com poder governamental.. agora soh resta espectativas para a caçada moderada dos portadores de habilidades, sendo caçados e ou recrutados como agentes do governo, agentes de um novo time q tenta fazer a diferença com as proprias maos contra o governo(agencia)e o time neutro q soh vai ajudar..

    Claudio RS

    ResponderExcluir
  12. Yuuji8:55 PM

    Bom... sobre referências de outros lugares... o último episódio do ano passado com o Sylar colocando a Primatech no chão foi uma "chupinhação" de Jogos Mortais... com aquele negócio de mate pra se salvar ou salvar outros.

    ResponderExcluir
  13. Anônimo4:57 PM

    Amanda, você sabe dizer por que ontem (segunda) não foi exibido o episódio nos EUA?

    Eu também acho que Danko tem um poder, pois Angela disse que era muita surpresa apenas Danko sobreviver de uma chacina ou algo do tipo que ocorreu em Angola. Na hora ele recuou.

    A série vai melhorar e Hiro, segundo um spoiler antigo, vai recuperar o poder.

    ResponderExcluir
  14. Cláudio RS2:56 PM

    ainda eh cedo para dizer q DANKO tem algum poder, e a reação dele na mesa com Angela, foi esperada ja q quando algum soldado escapada de um massacre sempre pode ser suspeito, acho q Danko tem mais motivo para nos parecer um vilao q traiu ao USA um dia e hj tenta consertar todu. isto eh uma historia de filmes de guerra..

    ResponderExcluir

Spams e publicidade indesejada serão apagados. Fique a vontade para fazer observações, críticas, elogios e tirar dúvidas.