quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Review 4x09 - Shadowboxing

Apesar da audiência ter sido baixa, o nono episódio de Redemption tráz algumas revelações importantes e volta as tramas de Claire, Peter, Sylar e Matt, além da recuperação da consciência de Nathan, ainda no corpo de Sylar.


Matt e Sylar e um quase ultimato

A história de Sylar e Matt, mesmo com os papéis trocados, continua sem graça. Sylar demonstra cada vez mais ser um personagem raso, sem motivação real, que apenas quer matar por matar. Quando ele estabelece que seu objetivo é matar aqueles que o tiraram de seu corpo, ficou muito evidente que ele já não tem mesmo o que fazer na série. Mas a popularidade que ele ganhou faz com que a produção de Heroes o mantenha na série a qualquer custo.

Quando Matt o fez ser atingido por uma chuva de tiros senti até um certo alívio. Mas é claro que ele não iria assim tão facilmente. Por mais que eu queria que o personagem dele morra, acho que aquela não é a melhor forma. Seria como matar dois coelhos com uma cajadada só, pois o chato do Matt também iria junto. Se bem que, mesmo assim, ele ainda estaria vivo em seu próprio corpo. Ou não?

Enquanto isso, Nathan volta a consciência novamente e vai a procura de Peter. Acho que Nathan pode ainda render muito a série, se não estivesse nessa condição terrível tenho certeza que ele poderia fazer muito mais.


Peter e Emma novamente

Uma dupla de sucesso nessa temporada tem sido Peter e Emma. Acredito que não haverá nenhum envolvimento amoroso entre eles, e até prefiro que não aconteça mesmo, acho que o foco maior entre eles deve ser o da amizade, da cumplicidade por passarem por desafios que envolvem seus lugares no mundo. Finalmente sabemos que Emma se afastou da medicina por não ter conseguido salvar seu sobrinho. Não era bem o que esperávamos, mas foi uma explicação convincente. Quando ela começou a ajudar as pessoas no hospital, percebeu que pode fazer muito mais com as habilidades que ela já tem. E essa é uma das melhores lições que a série trouxe nessa temporada.

Já Peter ficou muito mal depois de usar e abusar de seu poder de cura. Seria normal que o poder fizesse a pessoa ficar fraca, até porque se não fosse assim, a falta de limitação faria com que Peter salvasse todo mundo que encontrasse no caminho, colocando seu poder em evidência. A cena em que ele e Emma salvam uma garotinha (que parece ter caído de pára-quedas na história) também mostrou que mesmo sem usar seus poderes, eles não deixam de ser especiais.



Claire, Bennet e o Carnival

Achei meio sem graça a explicação para Becky ficar pentelhando Claire e tentar matar suas colegas de quarto (conseguindo numa das tentativas). Já que ela queria se vingar de Bennet, porque afinal não fez nada com ele ou com a própria Claire? Explicação muito fraquinha. Enquanto isso Gretchen começa a surtar e simplesmente vai embora no maior drama, até fiquei com dó da Claire. Imagino que ela não deva voltar, mas se for o caso, deve vir num momento oportuno, espero. De que adianta a Claire se abrir e contar seus segredos pra uma pessoa que logo em seguida sai correndo? Parece ter sido tudo uma perda de tempo.

E pelo menos continuaram a contar a saga dela de onde pararam e cheguei até a dar risadas com a explicação que ela arrumou para convencer as outras meninas que nada tinha acontecido. E como sugerimos, o Haitiano apareceu lá para dar um jeito nisso. E finalmente revelaram o nome dele, René. Nunca falaram antes e agora só a Claire deve ter repetido umas 3 vezes para o telespectador não se esquecer.

O discurso de Samuel, apesar de totalmente canastra, foi até em certo ponto eloquente, o que acabou deixando uma pulga atrás da orelha de Claire. Se ela se convencer de que não pode ter uma vida normal não duvido nada que também queria entrar para o circo, ou melhor dizendo, o Carnival.



O que esperar daqui por diante

Ficamos a espera da trama de Hiro, Charlie e Mohinder. Com tantas coisas paralelas acontecendo fica meio difícil saber o que aconteceu primeiro, pois Samuel está no meio delas e aparece por todo lado. Em algum momento isso deve ser explicado. Nathan e Peter irão se encontrar com Matt e seja lá quem estiver no controle de seu corpo. Tracy sumiu mais uma vez, assim como Ando e Angela.


Obs: A opinião deste review é totalmente pessoal e parte apenas de um ponto de vista, não tendo intenção de assumir uma posição do que é certo ou errado na série. Portanto todo comentário é bem-vindo, concordando ou não com o ponto de vista aqui declarado.  

13 comentários:

  1. Rodrigo-ES3:32 PM

    essas e outras me levam a crer que realmente o fim da série está próximo...como podem trocar tanto a mão quando emplacam algo interessante? esse negócio do Samuel passar a lábia em todos nem começou e já ta ficando forçado, ele age como um grande jogador de xadrez igual ao magneto, mas tão forçando a barra. Acredito que se o próximo episódio focar o Nathan deixando claro que ele se lembrou de tudo (como Nathan) ou seja, inclusive do seu assassinato + a atuação do Hiro acertando a merda que o Samuel fez no passado e nesse tá incluso a aparição do Morrinder, teremos um bom episódio, caso contrário..veremos queda na audiencia novamente (não podem enrolar por nem um episódio essas duas histórias caso contrário a égua termina de ir pro brejo. (a queda na audiencia ao meu ver é justamente essa falta de continuidade das histórias abertas, está muito retalhado....)

    ResponderExcluir
  2. De novo: Sylar, GO AWAY. Não sei como essa aberração super-poderosa e desprovida de personalidade possa ter tantos fãs cegos nos orkuts da vida. Enfim, não somos nós que fazemos a série e, mesmo não gostando, continuamos assistindo. É aturar o energúmeno até o fim da série - mas, se ele morrer, vou aplaudir MUITO, como quase fiz quando Matt foi baleado.

    Por mim morriam os dois ali - Matt e a consciência de Sylar - e ficaríamos com um Nathan bizarro no corpo de Sylar. Por sinal, tive a impressão de que "Nathan" lembrou-se que morreu(!!) - será que, quando disse que "está em apuros", lembrou-se que morreu e foi "mergulhado" no corpo de Sylar?

    Isso fica interessante quando assumimos o ponto de vista inicial dos autores quando disseram, por meio de Chandra Suresh na primeira temporada que, "se a alma existe, então ela fica no cérebro"; para quem considera que a consciência é a "mente sem corpo", ou seja, a "alma", pode-se até dizer que o Matt mergulhou a "alma" do Nathan no corpo do Sylar, mas em troca, devido à sua inexperiência, talvez, absorveu a alma do vilão para seu próprio corpo.

    Por isso acredito que se a "alma" do Sylar morrer no corpo do Matt, morrerá "para sempre", e a "alma" do Nathan permanecerá no corpo de Sylar.


    Mas é só uma suposição minha; o mais provável acontecer é Nathan-Sylar encontrar-se com Sylar-Matt e então Sylar reaver seu corpo, Matt continuar vivo e Nathan se ir para frente; novamente, os autores escolhem eliminar um personagem mais interessante e agradar à grande parcela de fãs cegos que adoram Sylar. Minha opinião.


    Está ficando meio forçado o Samuel estar em todos os lugares ao mesmo tempo; tentar recrutar a Claire ficou mais forçado ainda, era óbvio que ela ficaria do lado do pai. Contudo, se ela chegar a ir mesmo pro circo, não me surpreenderei - os autores forçam a barra de qualquer jeito e acabou. Putz...

    Uma das únicas coisas que está salvando essa temporada é a dupla Emma & Peter. É a prova de que a série deveria apostar na simplicidade do dia-a-dia, de pessoas ordinárias com dons extraordinários; fica tentando imitar o heroísmo épico de X-Men e falha miseravelmente. Adoro quadrinhos, mas quando eu quero ver X-Men em carne e osso procuro pelos filmes respectivos.

    ResponderExcluir
  3. André4:30 PM

    Gostei muito da tentativa e Matt. Foi uma tacada genial se sacrificar para tirar o Sylar da estória.
    Ainda se "eles" continuarem vivos, irá equilibrar um pouco mais a balança.
    Desta temporada, este foi o melhor episódio na minha opinião.
    Aproveito para parabenizar o trabalho feito aqui neste blog. Muito bom!

    ResponderExcluir
  4. Eu adoro o Sylar, mas se ele saísse, não teria o menor problema, e como a Amanda disse, 2 coelhos em uma cajadada só.

    Gosto do Sylar, e não gostaria que ele saísse, mas se saísse, não teria problema, porém dentre todos os personagens, quem não deve sair nunca é o Peter e o Hiro.

    Eu já to enjoado da história do Peter com a Emma, pois achei que ela fosse usar o seu poder (como ela fez ao rachar a pareda de sua sala), mas para mim, ficar na lenga-lenga de salvar vidas, já encheu, que fique somente com o Hiro e o Peter esta função, mas claro, acho plausível ter esta história, é só uma opinião de que to enjoando com ela desta maneira, mosca morta.

    A Parte da Claire tá meio bestinha mesmo, apesar que acho que é importante passar para futuramente enterdermos todo o rolo de agora.

    Para mim este foi um dos poucos episódios chatos que achei. Não gostei.

    E como comentei em um post atrás...

    SYLAR É UM GÊNIO!

    ResponderExcluir
  5. Pessoalmente espero que o Matt não morra ainda, o poder dele podia ser bem mais explorado, como a vez em que fez com que os soldados que atiraram na Daphne se matassem, até mesmo usar seus poderes como seu pai fazia, Matt é mais um dos personagens de Heroes que são mal aproveitados.

    Peter e Emma realmente já deu oque tinha que dar, a Claire sempre com essas "frescurinhas".

    O episódio no geral foi bom, mas nem se compara com o anterior, que foi um dos melhores de Heroes até agora na minha opinião.

    Beijos

    Ricardo Braga
    Equipe ToonSeries

    ResponderExcluir
  6. Olá Amanda,

    Sobre episódio: É realmente forçado o Samuel estar em todos os lugares, o poder da Lydia é bem melhor que as pinturas do Issac e as rastreador da MoLLy juntos...vai ser dedo-dura assim la na China.

    Heroes poderia focar mais esse lado do passado cruel do Noha, alias nunca deveriam ter acabado com a Companhia.

    Tenho lido as HQS..as histórias são bem melhores que a da série..

    Abraços.

    Amanda, já assitiu THE 4400? Aquilo que é série consistente hehe

    ResponderExcluir
  7. Olá, visito o blog diariamente e adoro muitos os reviews! Acho que Heroes está aos poucos melhorando e que ainda pode render mais!

    ResponderExcluir
  8. Rukiou12:58 PM

    Contanto a Sylar e Matt, é verdade Sylar está enjoando, matando por matar, Creio que matt poderia ser melhor aproveitado na série,(ele mostrou seu potencial transformando Sylar em nathan)Concordo com os que dizem que Sylar so esta na Serie por seus fãs, creio que a salvaçao de Sylar seja os roteiristas achar outro proposito a syalr e amadurecer o personagem. ja no caso de matt seria algo como ele largar essa de nao usar os poderes e aprender a usar de meios diferentes nao apenas ficar lendo mentesse for pra ficar fazendo isso nao vai fazer nenhuma falta se ele morrer, idem para Sylar.

    Gostei do Peter e emma nesse lance vida normal com poderes, tabem acredito que nao havera envolvimento amoroso apenas amizade. Em quanto via esse ultimo episodio pensei em algo pouco provavel mais que seria interessante, Peter poderia curar emma de sua surdez, nao sei se os roteirista chegaram a pensar nessa possibilidade masi acho que seria interessante.Essa tem sido uma das poucas boas sequencias dessa nova temporada, apesar de eu achar que esta na hora de evoluir, sair um pouco do hospital.

    Eu ate tinha pensado que poderia ser uma boa ideia claire ir para a faculdade, mas agora vejo que estava errado. Me desculpem os que gostaram mais ficou horrivel. Sinceramente os conflitos ficaram horriveis esse papo " ai sera que gosto de mulher ou de homem" ficou muito fraco. Acreditei que ia dar uma melhorada com a apariçao de samuel mas o seu discurso ficou muito forçado quando começo a falar sobre o pai dela tinha certeza de que ela ia ficar do lado de seu pai. A personagen Gretchen Ficou muito fraca. simplismente inutil, só a puseram para que claire nao ficasse sozinha ate acharem outra coisa para ela fazer, pois se tenho certeza de algo é que claire nao vai ficar na faculdade por muito tempo principalmente depois dos acontecimentos recentes.

    A Sequencia Sylar-Nathan Estava ficando interessante. Creio que essa sequencia tem muito para dar ainda.

    Sobre os personagens meio desaparecidos: Nao senti nenhuma falta Da Angela, Depois Da fechamento da companhia seu personagem ficou completamente inutil. Ando é um personagem interessante, mas completamente dependente de Hiro, achei que ganhado um poder ele seria mais independente mas ficou claro que nao, sua trama so tem graça com hiro fazendo uma parceria meio batman robin.Tracy é outro personagem Que foi mal aproveitado.Digo foi pois ela nao tem mais funçao na Serie, na antiga temporada ela poderia ter sido melhor explorada mais agora é inutil, alem de que seu novo poder é forçado. Se continuar assim daqui a pouco ela vai virar vapor.


    Acho que o que pode salvar o proximo episodio de uma brusca queda de audiencia é a a sequencia do Hiro. Até agora na minha oíniao a mais interessante, Acho que o desfecho do que aconteceu com Sylar e matt tambem seria legal. Na minha opiniao Está faltando mais um vilao fixo, esse lance de ter um vilao novo por volume e no fim ele morrer perdeu a graça, Sylar tambem esta ficando meio batido alem de estar ficando meio bonzinho(Claro ele continua matando por nada e a a sangue frio mas o geito que ele deixou micah e aquele outro garoto que ajudou ele a achar seu pai vivos é imperdoavel, ainda mais que as abilidades dos dois eram interessantes).

    ResponderExcluir
  9. Acho que pela primeira vez, discordo de uma série de coisas neste review:

    Não acho que a trama Sylar/Matt esteja enjoando. Apesar da idéia estúpida e sem nexo que levou a essa situação, acho que os roteiristas estão explorando o incidente de forma bastante criativa, guardadas as devidas proporções.

    Vale lembrar o objetivo inicial da série: De mostrar pessoas comuns adquirindo habilidades extraordinárias, não badasses com garras enfrentando alienígenas malvados comedores de humanos. Pessoas normais, que também são falíveis. Pessoas que nem sempre aprendem com os erros, nem sempre tomam a decisão correta e estão sempre cheios de dúvidas, assim são as pessoas comuns.

    Estudos psicológicos e sociológicos também explicam o porque dos vilões serem geralmente "mais" que os heróis (mais inteligente, mais fortes, mais poderosos, etc): Diferente dos "mocinhos", os vilões não possuem barreiras morais, o que permite que eles usem o cérebro com mais liberdade e, consequentemente, com mais respostas aos problemas que pessoas "boas".

    Isso explica porque Sylar não se importa em matar alguém inocente; ele simplesmente não tem barreiras morais e fará qualquer coisa pra atingir seu objetivo. Um "mocinho" nunca chegaria à esse extremo.

    Sobre a Gretchen, acho que ela serviu ao seu propósito: Mostrar à Claire que não existe essa coisa de "viver uma vida normal". Pessoas como ela nunca terão uma vida normal.

    Concordo com a explicação da "vingança" de Becky. Realmente idiota.

    Pra mim, Samuel está sendo um personagem excelente, justamente porque ele se parece com o Magneto, como alguém nos comentários sugeriu. O melhor vilão é aquele que acredita que está certo, pois dessa maneira ele se torna muito mais convincente. Essa é a realidade de Samuel. Diferente do Sylar, que sabe que o que ele faz é errado, mas está pouco se lixando, Samuel não se vê como vilão. Tudo o que ele faz tem um propósito específico que ainda não sabemos (e portanto talvez ele nem seja um vilão mesmo). Pra mim, Samuel está saindo um antagonista pra série muito melhor do que o Sylar, justamente por essa característica mais "humana".

    "Resumindo", é isso o que eu penso.

    ResponderExcluir
  10. Bom, na minha opinião, o episódio foi bem ruim!

    PETER E EMMA
    Pessoal, desculpe, mas eu realmente acho a dupla Peter e Emma um saco. Mas pode ser que mais para frente faça algum sentido toda essa balela deles de salvar vidas. A primeira temporada de Heroes era boa porque dava aquele friozinho na barriga, aquela tensão que havia entre eles e que a gente acabava sentindo também. Agora esse romance/amizade de Peter e Emma já cansou.

    CLAIRE/SAMUEL/NOAH/BECKY
    Impressão minha ou a Claire começou a achar o Noah "do mal" novamente? Poxa vida, isso já tinha acontecido quando ele tinha o namoradinho que voava e tal, vão repetir essa história mais uma vez.
    Estava caminhando bem, ela ficar ao lado do pai, enganar o Samuel, e no final, ela fica com aquela cara de: "meu pai é malvado".

    MATT E SYLAR
    Só posso reiterar. Cansou!

    Mas para não dizer que todo o episódio deixou a desejar. Eu gostei do jeito que o Nathan voltou. Será que a história esquenta, depois de tantos episódios?

    ResponderExcluir
  11. Gotei do Nathan ter voltado. Apesar de não gostar dele, do ponto de vista de roteiro ele é muito bom pra Heroes.
    Sylar está sendo mostrado demais. Ok que ele tem fãs e mais fãs (eu até admiro ele), mas o legal dele, é ele estar meio nas sombras. A cara dele está sendo mostrada demais. Na primeira temporada ele não precisava ser tão estrela para ser querido.
    Emma ta legal. mas ta começando a enjoar. Se ela pelo menos estourasse o teto do hospital e ficasse com medo da sua habilidade ficaria mais interessante (com o peter ajudando ela..)sei lá.. ideias.

    O Matt é meu personagem predileto. Realmente não faz sentido ele nao querer usar seus poderes. Ele não tem culpa das histórias bibinhas que estão dando pra ele desde a 3ª temporada. A partir da Dafne, ele ficou nada a ver..


    Gostei do porsonagem de Sammual, mas acho que falta um segundo sylar. Sempre tem um vilão cheio de lábia. Falta um com real carga de medo.

    ResponderExcluir
  12. A mãe do Nathan e Peter tem o poder de ver o futuro, e ela viu matt salvar Nathan. Nathan devia ter sobrevivido e uma forma interessante seria o corpo do sylar se dividir em dois, um para cada consciencia.

    ResponderExcluir
  13. A mãe do Nathan e Peter tem o poder de ver o futuro, e ela viu matt salvar Nathan. Nathan devia ter sobrevivido e uma forma interessante seria o corpo do sylar se dividir em dois, um para cada consciencia.

    ResponderExcluir

Spams e publicidade indesejada serão apagados. Fique a vontade para fazer observações, críticas, elogios e tirar dúvidas.