quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Review 3x15 - "Trust and Blood"

O segundo episódio de Fugitives muda ainda mais a dinâmica da série. Os acontecimentos do volume passado, que corriam como uma velocidade muito rápida, começaram a voltar a normalidade no primeiro episódio. As coisas começaram a esquentar ainda mais e o ritmo aumenta lentamente. É agora que as ações começam a fazer jus ao título do volume.

O texto a seguir contém informações reveladoras sobre este episódio. Se você não quer saber o que vai acontecer no Volume 4, não leia este texto adiante.

Tudo começa depois de 43 horas da suposta queda do avião. Nathan está ao telefone contando o que houve a uma pessoa que ainda não sabemos quem é. Ao passar do episódio notamos que a pessoa é proxima de Nathan, e a única possíbilidade é que seja sua mãe Angela. E é realmente ela quem ouve tudo, sempre com a maior calma. O que aconteceu nessas 43 horas são todos os fatos desse segundo episódio, intitulado "Confiança e Sangue" o que realmente resume muito bem o que houve nesse tempo. Aqui se mantém a mesma fórmula de arcos do episódio anterior (3 ao todo) mas com algumas diferenças. Temos o arco principal com os fugitivos, o primeiro arco secundário continua a ser o de Sylar e o segundo abre espaço com Claire e o "Rebelde".


Hora de fugir

O avião não chega a cair, o piloto consegue pousar no meio do mato. Aparentemente ninguém morreu ainda, o que contraria alguns spoilers que disseram que a queda iria cortar parte do extenso elenco da série. Mas não foi o que aconteceu. De fato alguém morreu, mas nem no avião estava.

A dinâmica entre o elenco principal ganha força mais uma vez com a necessidade de fugir para conquistar sua liberdade. De um lado Hiro, Mohinder e Matt. De outro Peter e Claire. Logo ela é pega por Bennet, que deixa Peter fugir. Como suspeitei no episódio passado, o homem da Companhia está no meio dessa caçada para proteger sua família. E de quebra proteger os outros heroes que ele conhece bem.

Peter encontra Tracy no meio do caminho e juntos desarmam outros inimigos e bolam um plano para sequestrar Nathan. Por mais que isso pareça impossível, Peter convence Tracy a atrair Nathan, e obviamente ele não estava só. Nathan consegue confundir Tracy mas não Peter, que dessa vez estava um pouco mais esperto (mesmo com uma idéia totalmente furada). Peter tem a ajuda de Bennet para fugir e a do próprio Nathan, que passa novamente seu poder a Peter, que sai voando de lá, deixando Tracy a própria sorte.


Mudanças do outro lado

Enquanto Peter e Tracy tentavam pegar Nathan, o outro grupo tentava despistar os caçadores. Matt, Mohinder e Hiro encontram um trailer e pegam roupas comuns para passarem despercebidos. Matt volta a entrar em transe (provocado pelo Usutu) e desenha o futuro pela segunda vez. E assim como da primeira, isso não adiantou nada, pois Matt acabou cumprindo o que estava previsto. Sua tentativa de salvar Daphne foi em vão.

Depois de tantas reclamações sobre a infantilidade de Hiro, parece que a produção começou a dar ouvido aos fãs. Hiro está mais sério, mas sem perder o bom humor. Aliás, o que houve de humor nesse episódio foi por conta dele (querendo repor os gastos de quem os ajudava) de Ando e Daphne. O que ficou estranho é que Hiro estava meio robótico em alguns momentos, como se estivesse programado para lançar falas sobre seu dever como herói. Ainda falta alguns ajustes até que o personagem nos pareça mais real, mas um grande passo já foi dado.

E quem também tem mudado foi o Mohinder. Assim como no episódio passado Mohinder tem feito seu papel de forma discreta, o que não chega a ser bom nem ruim. Parece que ele chegou no seu limite, não há muito o que se explorar. Quem sabe essa ida a Índia, prometida nos desenhos, mude isso. Já Matt irá se tornar uma pessoa amarga e vingativa.


O jogo de Sylar

Ainda buscando por respostas, Sylar toma mãe e filho como reféns para arrancar informações do agente de Nathan. Toda a sequência de Sylar na casa foi interessante, fazendo o que ele de melhor faz. Mas algo ainda me preocupa. Ele anda imbatível demais, com poderes que o torna quase invencível. Todos ainda esperam que Peter esteja a altura dele para um combate final. Algo quase impossível agora que fica comprovado que o poder do Peter está mesmo diferente. Ele mesmo fala a Tracy que só tem um poder por vez. Mas isso pode ter sido apenas para confundir a moça. Veremos.

Sylar e o garoto-microondas agora seguem juntos nessa jornada, e você pode saber um pouco do que vai acontecer com eles nesse link.


O que houve na montanha

O momento crítico do episódio acontece quando Daphne, Ando, Claire, Matt e Hiro voltam ao local do impacto do avião. Matt tenta evitar que Daphne morra, e Daphne está lá para salvar Matt e Hiro. Mas ninguém alcança seu objetivo e um banho de sangue acontece. Daphne vacila e é atingida, Claire entra no meio, Matt se revolta e faz um deles atirar nos outros. É um marco na saga, que irá direcionar vários acontecimentos do futuro.

A morte de Daphne foi totalmente desnecessária. Talvez por ser a única que poderia tirar a todos de lá, ela teve seu fim antes mesmo de ajudar alguém. Outros personagens menos interessantes tem sobrevivido a mais tempo, eu simplesmente não sei o motivo. E parece que sempre que há algum relacionamento amoroso que começa a dar certo eles dão um jeito de acabar logo a todo custo. É uma pena e uma grande perda para a série.


Ponto alto

Pra mim fica no final do episódio, quando Peter se une a Matt, Mohinder, Hiro e Ando, e toma a liderança do grupo deixando bem claro o que eles devem fazer, consciente de que a vida deles mudará para sempre.


Ponto baixo

Tem sido totalmente absurdo o poder de Matt de desenhar o futuro. As aparições do Usutu não fazem sentido algum, e os desenhos são inúteis. A fórmula do "vamos evitar os males do futuro" está mais do que desgastada. Tá na hora dos produtores largarem esse osso e tentar criar histórias interessantes que não envolva a previsão do futuro. Se querem tornar o personagem mais útil, ainda mais alguém com poderes tão interessantes, deveriam ter seguido outro caminho. Mal posso esperar pelos episódios em que Bryan Fuller entra em ação.


O que esperar daqui por diante

Matt irá se tornar vingativo e deverá passar para o "lado negro da força" de alguma forma. Angela ainda tem alguma carta na manga e certamente está esperando Peter aparecer, mas com certeza ela não irá fazer o que Nathan quer.

No próximo episódio eles devem ir a Indía, como está nos desenhos de Matt. E Claire parece ganhar um novo aliado para enfrentar seu pai. Ele é o Rebelde (Rebel) que apareceu recentemente na ultima HQ da série publicada no site da NBC. Vamos traze-la traduzida para download em breve.

O que também está evidente é que Nathan começa a se arrepender da sua missão de prender os heroes. O que ele irá fazer com Tracy ainda é um mistério. Ficou claro que ele não está disposto a sacrificar todos pelo bem maior da nação. Menos mal.

13 comentários:

  1. não sou um dos fãs de heroes mas assisto ela como um tapa buracos até o próximo episodio de Lost passar. Pra mim Daphne só morreu porque eles tiveram a idéia de Gerico de fazê-la conseguir viajar no tempo com o turbo do Ando. Pois com Peter e Hiro sem seus poderes, e o pai de Peter morto acabamos com os viajantes no tempo e o futuro não pode ser alterado. cho que sylar não tem muito futuro na série ao menos que ele perca seus poderes também ou aconteça o mesmo que com Peter. E também acho que logo o poder de desenhar e angela sumirão da série pois como todo mundo viu essa história de o futuro ser mudado toda hora faz o que aconteceu anteriormente na série não valer nada.

    ResponderExcluir
  2. e a fome de Sylar?!! o que houve?? por que não matou o moleque? não é mais forte que ele tirar o poder dos outros, basta ver alguem com habilidade, e se ele pode, mata. realmente ta chato ver o Sylar tão poderoso e o Peter naquele estado.

    ResponderExcluir
  3. Paulo Martins10:53 AM

    Sinceramente não tenho tanta certeza que a Daphne tenha realmente morrido, em primeiro lugar segundo o desenho do Matt ela é atingida no ombro que dificilmente seria letal, depois e tendo em conta que o HRG sabe que o sangue da Claire consegue salva-la duvido que a tivessem deixado morrer, não duvido que ela desapareça da série por uns tempos, mas também não me estranha nada que ela volte...

    Para alem disso não concordo muito com o que o lucas disse, haver um time traveller é essencial ao enredo de Heroes, visto que pode resolver muitos buracos criados na história, acho que o Hiro a recuperar o poder será o original, o que não trará nada de novo há história visto a sua relutância em viajar para trás no tempo...

    ResponderExcluir
  4. minhas críticas infelizmente vão voltar:

    1° sidekick do sylar? galera... seguiram o caminho errado mesmo.

    2° uma velocista que pode se mover com o tempo "parado" levar um tiro? ridículo tb, mas sabemos que Hiro vai recuperar o poder e concertar as coisas.

    agora elogios:

    a claire colocando-se na frente dos dois para levar bala e o fato do Matt indignado obrigando os caçadores a se matarem foi demais.

    (continuaremos assistindo, boa descrição Amanda)

    ResponderExcluir
  5. Amanda, um fato que acho que você deixou passar, é que a Claire sempre consegue fugir de alguma forma e causar algum estrago. rsrsrs
    Ela está sendo a personagem mais interessante até agora. Tomara que continuem a trabalhar melhor nela.
    Comentando o comentário do Márcio, sobre a fome de Sylar:
    Já sabemos que ele pode controlar essa fome, desde o último volume. Portanto, esse dilema já está resolvido.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  6. Acredito que somente uma pessoa igual ao Sylar ou com os mesmos poderes que ele pode enfrenta-lo, e o único que pode fazer isso é o Peter, ou devolvem seu poder original, ou é melhor tirar ele da Série, caso contrário tudo que aconteceu até agora não fará sentido. Sylar continua muito Poderoso, ou deixam os dois como eram, ou cada obtém um certo poder e a séria continua em um caminho certo, o quê não podem e deixar como está. Alguém sabe como Sylar escapou do incêndio?

    ResponderExcluir
  7. Hiro somente "Jumper" ai seria legal, nada de viajar no tempo, somente no presente...essa seria uma aposta perfeita....

    ResponderExcluir
  8. O mal de Heroes é a estupidez de seus personagens. Para que eles querem aqueles poderes se eles não usam? Matt desenha o futuro (Desenha?Aquilo mais parece que foi impresso!)em que Defnne leva um tiro, e quando ela aparece no local, ele so fica olhando. Hiro,estupido como sempre, parece que esquece do mundo quando ver Ando, e sai gritando chamando a atenção de todomundo. Peter, em mais um plano furado, ao inves de levar o irmão consigo, cai na armadilha mais clichê que eu ja vi na vida, e nem leva a "duas caras" da Tracy consigo.
    Poxa, esse heroes estão precisando tomar juizo viu? A serie tomou um ar novo, o que nos deu esperamça, mas ja tenho cá minhas duvidas.
    Espero que o Matt finalmente comece a usar deus poderes; que Peter pare de ser tão ingenuo; que o Hiro cresça, que a Crear tome raiva dos dois pais dela, enfim, que as coisas aconteçam em Heroes!

    ResponderExcluir
  9. Paulo Martins9:59 PM

    @alexandre

    "e nem leva a "duas caras" da Tracy consigo."

    O Peter só conseguia voar, sinceramente quanto tempo uma pessoa normal com o físico do Peter aguentaria a carregar outra pessoa...

    Concordo com que o Matt começa-se a usar mais os seus poderes, também estou à espera que os poderes dos personagens evoluam um pouco, sinceramente eu acho estranho que apenas poucas personagens tenham qualquer tipo de evolução em relação aos seus poderes, o Ted aprendeu a mandar um EMP, o Parkman foi outro que desenvolveu um pouco os seus poderes, mas o resto das personagens ficam paradas no tempo...

    ResponderExcluir
  10. Olha, o fato do peter não levar a Tracy deve ser pelo fato de que ele só pode ter 1 poder por vez, se ele fosse tocar nela de novo para voar ele iria perder o poder de voar. =P

    ResponderExcluir
  11. Será que vai acontecer com o Sylar o mesmo que aconteceu com Peter, quando conheceu o pai?? Pode ser que o pai de Sylar tenha um poder que deixe o Sylar cru também rs imagine! seria legal heim...do jeito que está não está dando certo, eu tenho carisma pelo personagem mas assim fica chato, ele não se sente nem um pouco acoado, o total controle da situação, ninguem pode com o cara...lembra na compania? acabou com todos de nivel 5 facilmente! então ele deve estar o nivel 7 e 8 sei lá....o que vcs acham???

    ResponderExcluir
  12. A justificatica do Paulo faz sentido. Se o Peter tocasse na Tracy, pegaria os poderes dela e pararia de voar. Vale lembrar que ele salvou a vida do irmão no laboratorio, ele aguenta levar uma pessoa sim.

    ResponderExcluir
  13. Falando sério, mesmo depois de ver o episódio, esse novo volume ainda não caiu muito no meu gosto. Claro, ele tá muito mais "clean" que o início da 3ª temporada, tudo ta se passando muito mais lentamente e aquela confusão toda já se passou. Mas a história, sei não, não lembra muito o heroes viciante da 1ª temporada, me ta parecendo muito forçado e tal, longe do ideal. Não ta mais aquela série top de linha, que empatava e até superava Lost em alguns quesitos. Não ta ruim, mas não tá bom, não sei se me entendem. Tomara que Heroes de a volta por cima, porque se continuar assim, acho que uma 4ª temporada pode até piorar as coisas. Enfim é rezar pras coisas melhorarem... rsrsrs

    ResponderExcluir

Spams e publicidade indesejada serão apagados. Fique a vontade para fazer observações, críticas, elogios e tirar dúvidas.