sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Onde Heroes se perdeu

Através do site The O.D.I. acompanhei uma entrevista que Tim Kring deu ao AV Club, onde ele comenta muitos pontos interessantes sobre a produção da série. A conclusão que se chega ao final dessa entrevista é triste: Heroes provavelmente não irá mudar como queremos. Há vários pontos da entrevista que evidenciam os erros que Kring vem cometendo e tudo indica que irá ser assim para sempre. Mas vamos por partes.

Tim Kring não lê ou assiste a nada

É isso mesmo. O criador, produtor e roteirista de Heroes diz viver praticamente numa bolha. Ele não lê livros, não assiste TV e não vai ao cinema. Acho que já deu pra entender porque ele pensa que ainda sabe contar histórias. Tudo bem que talvez ele não queira ser influenciado por outras obras para criar algo totalmente original, mas isso é praticamente impossível. Tudo o que tinha pra ser criado no mundo da literatura, dos filmes e das séries, já foi criado. O que se faz é reutilizar fórmulas de modo original, somente assim se pode fazer algo diferente. E ainda mais no caso dele, com Heroes caindo tanto em audiência, deveria assistir a outros programas aclamados pelo público para saber o que realmente funciona numa série de TV.

No mundo competitivo da atualidade, é possível uma pessoa ir bem numa determinada carreira, sem ao menos saber o que seu público alvo gosta (nos casos em que isso se aplica)? Sem ao menos estudar a concorrência?




A consideração na opinião dos fãs

Ele confirma que a opinião dos fãs afeta no modo como a série é escrita. Até aí normal, o problema é como Kring e os roteiristas interpretam o que os fãs querem. Certas coisas do enredo não podem ser mudadas por estarem muito à frente na produção dos episódios, então não há tempo para mudanças nesse sentido. Mas a fama de Sylar, por exemplo, foi o motivo pelo qual o personagem se manteve na série e passou por toda essa mutação. E isso nos leva a outro problema na produção da série (ver 'Contando as mesmas histórias'). A torcida que cada personagem recebe é levada em conta na hora de mata-lo, mas se o ator já não pode ficar por muito tempo (como ele cita o caso da Kristen Bell, a Elle) ou quando personagem já deu o que tinha que dar, aí a morte é a melhor opção, já que, sem matar personagens, ele acha que o público ficaria muito seguro, achando que tal personagem não morreria pois isso não acontece na série.

E quanto as reclamações de furos na história? Ele não chega a comentar isso, ignora o assunto por não ter uma resposta para isso, é puro e simples amadorismo dele. A prova maior está no trecho final da entrevista:
"Mas não dá pra dizer 'nunca' em um programa como Heroes. Temos muitas histórias pra contar, a melhor idéia vence. Nós usaremos uma idéia do cara que serve café, sabe?"
Isso só pode ter sido um comentário irônico, penso eu. Ele falou isso em relação as histórias da temporada atual, da dificuldade em lidar com romances, do possível homossexualismo de Claire, e etc.


As intromissões da emissora

A NBC também tem culpa nas trapalhadas que ocorrem em Heroes. Tim disse que a emissora o impede de fazer certas coisas como ele queria. Uma delas seria encurtar a temporada para no máximo 13 episódios. Para ele, seria muito mais fácil trabalhar com esse número. Outro problema foi a idéia inicial de mudar todo o elenco após a primeira temporada. A emissora não deixou, pois os fãs já estavam apegados a aqueles personagens.
 "A outra coisa é que teria começado tudo novamente com outros personagens. A premissa é de que isto está acontecendo a pessoas em todo o mundo, e a idéia de ver novas pessoas explorando isso era realmente fascinante pra mim. Mais assim que os fãs se apaixonaram com certos personagem, fica difícil fazer isso."

Outro ponto chave nos problemas de Heroes. Tim Kring estava preparado para criar uma série em que cada temporada, ou volume, um grupo de pessoas em algum lugar do mundo iria descobrir seus poderes. Quando a NBC viu que os personagens criados ficaram muito populares, não deixou que Kring seguisse com seu plano inicial. Então o que veio a seguir foram histórias que não foram planejadas como deveriam, feitas "sob encomenda".

Isso pode ter levado ao simples descaso com as histórias. Ele menciona que a primeira temporada, com 24 episódios, levou 15 meses para ser produzida. Por quê? Porque era feita com mais atenção, com cuidados nos detalhes e na interação dos arcos, resultando num história coesa. Então ele disse que as pessoas depois reclamaram da segunda temporada pois eles já tinham levantado demais as expectativas na primeira temporada e por isso as pessoas esperavam algo diferente.



Contando as mesmas histórias

Podemos então dizer que o problema número 1 da série foi ter mudado seu padrão inicial sem o planejamento ou consentimento de seu autor. Aí veio o "efeito bola de neve". Se a intenção era praticamente de contar a mesma coisa acontecendo com pessoas diferentes, só que de formas diferentes, então agora as pessoas seriam as mesmas. As histórias mudam, mas não muito. Vejam esse trecho em particular:

"AVC: Sempre que alguém fala de Heroes, eles sempre voltam a mencionar a primeira temporada, especialmente na maneira de contar a história. Parece que havia uma noção melhor para onde a série estava indo do que se tem agora na temporada atual. Com o quê você faz essa comparação?

Tim Kring: É sempre difícil. Pra nós as temporadas não são realmente temporadas. Tivemos por volta de 4 dias de folga entre a primeira e a segunda temporada - nunca paramos de escrever. Os mesmos diretores, os mesmos atores, tudo igual. Então quando alguém diz que não gostou da segunda temporada, pra nós 'Isso foi ontem'. Não temos a noção de que a temporada seja dividida por idéias ou espaços de tempo; é apenas este grande e longo continuum. Acho que a primeira temporada pode ser dividida em duas partes. Tivemos uma pausa de 7 semanas, e a audiência nunca voltou depois disso. Os primeiros 16 episódios são a parte que todos falam.

A outra coisa é que, você só pode ser novo e brilhante uma vez. Ainda nessa primeira temporada, nós devíamos ter feito 2 ou 3 volumes, histórias menores. Acho que as pessoas se acostumariam ao fato de que contamos histórias em volumes que tem começo, meio e fim. Não fizemos isso e terminamos com uma espécie de final, como se 'Bem, acho que acabou'. Então como se volta e salva o mundo novamente? Na verdade, isso era um problema pra mim. Eu estava muito interessado na história de origem desses personagens, de onde ele vieram - aquele frescor da descoberta. É o que é mais divertido para se escrever, e no final das contas, é o que é mais interessante para o público. Depois que você já respondeu as grandes questões - 'O que está acontecendo comigo? Como estou ligado a isso? O que isso tudo significa?' - como já fizemos, então essas questões precisam ser substituídas por outras questões. E estas são geralmente questões chaves em oposição as questões primárias. Para ser honesto, essas questão não são tão interessantes para o público. Então você precisa seguir com essas questões iniciais para direcionar as coisas em suas mentes. Talvez não seja algo evolucionário, talvez seja científico. Ou você mantém um personagem limpo e brilhante e depois o leva a ser malvado novamente.

AVC: Então… Sylar?

TK: Sim, eu acho. Um dos problemas de se contar histórias em série, é que o personagem tem que mudar. Se ele não muda o público diz, 'Por que eles não estão mudando?'. E é claro, você tem atores para lidar também. Eles são pessoas, eles precisam trabalhar com essas partes. Eles não são robôs, eles não podem fazer nada sem entender isso, fazer isso funcionar para eles mesmos. Você apenas direciona naturalmente esses personagens para a mudança, se eles mudarem tanto, que nem lembram sequer quem foram no começo, você, ou muda de volta para o que o público quer, ou apenas diz, 'Estes são quem eles se tornaram'. Em um procedimento, aquele policial pode ser o mesmo cara toda semana por 10 temporadas."

Está claro aqui que Tim Kring quer apenas contar as mesmas histórias. E já que todos gostaram de ver o mundo ser salvo, por que não salva-lo mais uma vez? Sobre a mudança de personagens, parece até piada o que ele fala. A mudança pela qual Sylar passou foi absurda, principalmente em Villains. Foi como ele falou, virou algo que o público não reconhece mais. Ele voltou a ser o que era e depois mudou novamente. Não foi uma mudança sutil, nem um pouco. E no caso da Claire, o que mudou? Nada. Então a fórmula só vale pra alguns? Muito confusa essa linha de raciocínio do Sr. Kring.

Ele comenta também diversas vezes das pressões que sofre para criar a série, de que mudanças são impostas e assim fica difícil seguir um padrão. Podemos concluir dessa entrevista duas coisas:

1 - Tim Kring não estava pronto para lidar com o formato de Heroes a partir da segunda temporada, por ter que seguir ordens da emissora e bolar do zero novas histórias para aqueles mesmo personagens que seriam descartados. Ele queria contar histórias com personagens diferentes, a emissora queria com os mesmos. No final tivemos mesmos personagens e as mesmas histórias.

2 - A NBC, percebendo a queda da audiência e insatisfação do público na segunda temporada, deveria ter agido para evitar o desastre que se seguiu na terceira temporada e depois na quarta. Fazer o spin-off de Heroes, o chamado Heroes Origins, onde a cada episódio um personagem novo seria apresentado, e deixar Tim Kring a cargo do projeto. Chamar outra pessoa para comandar Heroes, alguém com experiência em séries no formato "sequencial" e que tivesse competência para comandar os roteiristas e criar um padrão nas ações que ocorressem na série e assim evitar os famosos "furos".

O problema é que a emissora não viu onde errou. Tim Kring viu, mas preferiu seguir assim mesmo e não largou o osso, comanda a série até onde consegue pois é seu criador. Ele reclama, aponta os problemas, mas simplesmente não faz nada eficiente para mudar isso.

Concordam, não concordam? Vamos comentar esses questões e tentar chegar a algum consenso.

O mais interessante é ler os comentários dos fãs sobre essa entrevista (são mais de 160!). Todos estão indignados com o estado atual da série e começaram a apontar os diversos erros cometidos nessas 4 temporadas. Alguém até chegou a comentar em como mudaram o poder da Lydia. É verdade, nem eu havia notado, que de uma vidente que vê o futuro, ela passou a "enxergar a alma" das pessoas. Ainda falaremos muito disso aqui, aguardem. Para colocar um pouco mais de polêmica nesse assunto, ainda tem esse artigo também do A.V. Club intitulado De acordo com Tim Kring, o problema com Heroes é você.

39 comentários:

  1. Anônimo2:56 AM

    esse senhor me irrita tanto! tbm li a entrevista mas a desilusão foi tanta que nãao consegui continuar lendo!
    mas não foi só o poder da Lydia que mudou da agua para o vinhu, para mim o poder da Emma aquele k chama as pessoas, foi muito fora, sem lógica e mto mas mto froçado! A moça começa por ver cores e conseguir manusear essas cores dependendo das suas emoções!(como vimos no episodio em k ela corta a parede ao meio de tanta raiva!) A moça some uns bons episodios e volta com o poder de chamar as pessoas???!!! mas eu sou suspeita pra'falar pk nunca gostei das "evoluçoes" dos poderes em heroes...principalmente o da miss Tracy virar agua!!!! ainda se ela conseguisse controlar a agua como fazia com o gelo...é outra historia! mas virar agua pura!!?!! nao me convence loool mas eskecendo Tracy! voce tem toda a razão!!!
    kate**

    ResponderExcluir
  2. Rafael Batista12:10 PM

    Concordo 100%
    E estou pasmo...

    Se quer saber a MINHA OPNIÃO, Tim Kring não passa de um bundão mesmo.
    Ele parece não querer batalhar pela série e vou dar o exemplo do seriado FRIENDS.
    Apesar das exigências da NBC, o trio Marta Kauffman, David Crane, e Kevin S. Bright combateu veemente e conseguiram fazer acordos.
    E olha o que deu... Considerada melhor comédia bem sucedida de todos os tempos, onde cada ator na ultima temporada ganhava 1.000.000$ por episódio... Por episódio.

    Agora pelo que eu li ai, Tim Kring parace ficar de quatro e dizer: "vai fundo!" para a NBC.
    Ele nao parece combater com suas ideias, e se combate, não parece ser persistente.
    E mesmo tendo que aderir as ideias, ele não parece estar interessado em achar nenhuma solução para elas.
    Parece mais uma criança birrenta.

    Nem vou falar nada da NBC.
    Ela tambêm é responsavel pelo seriado, e pouco parace fazer para encontrar a solução.
    Já devem estar considerando Heroes uma carta fora do baralho.

    Eu esperava mais dele. Acho que todos esperavam mais dele.
    E agente fica aqui, na esperança da solução para Heroes, quando tudo parece ter sido selado para um fim imediato.

    ResponderExcluir
  3. Claudio9:04 PM

    Eu esperava mais do TK...

    Quando eu li a parte de como era para ser a 2ª temp. quase caí da cadeira...

    Acho que Tim Kring tem razão neste ponto... Recomeçar do 0 a cada temporada seria mais legal... Talvez um personagem da primeira temp. poderia fazer uma ponta, mas só isso...

    Mas acho que tudo isso só resume a uma coisa: HEROES foi um sucesso mundial, a NBC (por dinheiro, ÓBVIO), recusou as idéias do TK, que foi 'alienado' com o tempo (pra não fazer nada, só pode ¬¬').

    Vou ler o artigo "De acordo com Tim Kring, o problema com Heroes é você".
    Pelo título jajá eu volto pra xingar o TK...

    ResponderExcluir
  4. Claudio9:12 PM

    Eu esperava mais do TK...

    Quando eu li a parte de como era para ser a 2ª temp. quase caí da cadeira...

    Acho que Tim Kring tem razão neste ponto... Recomeçar do 0 a cada temporada seria mais legal... Talvez um personagem da primeira temp. poderia fazer uma ponta, mas só isso...

    Mas acho que tudo isso só resume a uma coisa: HEROES foi um sucesso mundial, a NBC (por dinheiro, ÓBVIO), recusou as idéias do TK, que foi 'alienado' com o tempo (pra não fazer nada, só pode ¬¬').

    A 5ª temporada seria legal com 'personagens novos', começando do 0, pois como agora (mais uma vez) o mundo já sabe dos 'especiais', então acho que pode ser legal...

    Mas essa idéia do mundo saber dos 'especiais' está ficando repetitiva... Sem falar que não tem um fim simples... Mas espero que logo no começo da 5ª temp. o 'vídeo da Claire' se torne apenas aqueles vídeos "incríveis, mas deve ter um truque"...

    ResponderExcluir
  5. Anônimo1:49 AM

    Eu imgagino que a situação seja essa:
    Ele deve estar totalmente sem moral dentro da NBC, criticas da opinião publica, sorrisos amarelos no escritório e outras situação embaraçosas mais. Um ambiente péssimo para se trabalhar. A saída que ele deve ter encontrado deve ter sido o da obediência, desta forma quando algo sai errado ele pode dizer: "Fiz examente o que você me pediu para fazer.". Outro detalhe deve ser a insegurança, nessa altura do campeonado bater o pé e esperneiar para ter mais autonomia na direção da série? E se a audiência degringola de vez? Ele deve estar muito inseguro quanto ao destino da série. Afinal de contas quando um barco está para afundar, quão rápido você tirar o seu corpo da reta melhor.

    ResponderExcluir
  6. Karillo7:02 PM

    Não sei se essa formula que o TK propôs teria dado certo, talvez se tornasse como Power Rangers, repetitivo e chato...
    Heroes era a unica serie que eu acompanhava, continuava acompanhando mais por uma obrigação do q realmente estar excitado para ver a série...

    ResponderExcluir
  7. num se preocupem nao eu voltar no passado e salvar a serie,sou um herói.vou voltar ainda na no final da primeira temporada e impedir que acabem com a serie.

    ResponderExcluir
  8. Anônimo6:32 PM

    Bem,eu assisti essas temporadas todas e posso dizer q tem personagens legais e tem atores legais,no entando,as histórias se perderam de determinada forma q chega a ser ''bizarro''.Eu adoreva o Peter Petrelli,mas no decorrer na série ele virou um completo bundão,e eu tenho certeza q ele ao lado do hiro seriam os principais personagens.O Sylar q era o vilão q teoricamente devia ser combatido e morto,foi o cara q mais se sobressaiu,seja pelo seu modo sarcástico,pelos altos e baixos ou simplesmente pela vontade de se tornar forte,mas poxa,ele simplesmente esqueceu de metade dos poderes q possuia (ou melhor,alguem q escreve a historia esqueceu por ele).
    Ah,eu gostaria de falar um pouco da quarta temporada,por um momento eu imaginei q as coisas melhorariam,até pensei q o Samuel seria um grande vilão,mas n,era um babaca qualquer q n sabia se queria ser poderoso ou queria a mulher de volta e quando teve a oportunidade de ''mostrar quem realmente eram pro mundo'' nem isso conseguiu,só no maximo brincou de jogar pedras com o Peter.Agora uma decepção foi a maneira q a temporada terminou,putz,logo a Claire q sempre foi a protegida do mundo por causa do pai,fez uma merda daquelas? Ela podia simplesmente ter se cortado e mostrado pra câmera,ou até outra soluçao bem mais inteligente,o Peter e o Sylar lutando com o Samuel e as câmeras filmando mostrando q esses ''mutantes'' estao presentes mas q existem os bons e os maus.Mas n,a Claire se jogou e se mostrou da pior maneira possivel,se passando no mínimo por uma lunática.Bom,falei tudo isso pq ainda sou um fã da série,mas qdo agente gosta e vê isso tudo de defeitos é pq a coisa ja ta mal.
    Um abraço a todos akeles q ainda acreditam em Heroes!

    Ass: Thiago

    ResponderExcluir
  9. Bem! Não acho que heroes tomou um rumo tão fora, tão ruim, como alguns dizem, se fosse assim a série não seria a mais baixada pela internet.
    Eu gosto da história. Mas é claro que a 1ª temporada foi inesquecivel.
    A 2ª foi interessante
    a 3ª para mim foi muito boa, aquela história foi exelente, coisas inacreditáveis aconteciam.
    A 4ª teve momentos ótimos. Como: será que Samuel era malvado? ou Bonzinho? Isso me deixava irritado, mas é isso o que uma história tem que fazer.
    Então dizem que a Claire não evolui, com certeza evolui, e pergunto que é o jovem que sabe o que quer fazer em 4 anos, vc vai para a facu e tem aquela indecisaõ, sera isso mesmo? Imgina ainda se vc tiver poderes!! oq ue vai fazer? Se ter que viver normal ja é dificil seguir um caminho imagina ter que tomar um caminho com poderes!!! Depois de salvar o mundo!! A Claire esta certa em não saber o que fazer da vida!!! vc saberia? Pense!!!!
    Então aparece a incrível Emma com seu poder, de ínicio não muito surpreeendente, mas poderes evoluem, com certeza esse poder de chamar as pessoas poderia realmente acontecer, o que a musica não pode fazer?
    Então Peter teve a partir da 3ª temporada que viver somente com um poder. Então o que fazer? Ele estava tão acostumado com seus todos poderes e ai perder!! O que fazer? Realmente Peter foi incrivel!!!
    A história Nathan - Sylar foi diferente e muito interessante, foi totalmente conveniente e aquele episódio da despedidada de Nathan foi uns dos melhores.
    Então me aparece um Hiro doente. Mudou o passado tentou salvar Charlie, mas não era para ele ficar com ela, isso foi provada desde o inici então essa história da Charlie foi muito boa mesmo, esse final dela, incrível. Mas a história de Hiro não foi muito boa, foi chata!!
    A história de Tracy foi legal!!!
    A história de Noah naõ foi para um caminho que deveria ir, ams Heroes é isso mesmo surpresa.
    Na minha opinião Heroes não perdeu em muito, foi uma história em constantes mudanças!! Acredito que as pessoas não estão tão preparadas para mudanças então ficam criticando, criticando e crtiticando.
    Se a história fosse tão ruim por que estão esta assistindo?
    Literalmene as pessoas não estão preparadas para heroes.

    ResponderExcluir
  10. boa tarde,....estou curioso sobre uma moça que ficou meio namorada do Piter (na parte quando ele tinha aquela habilidade maneira de agregar todos os poderes)ele levou ela para o futuro e ela ficou la presa em uma quarentena...e simplesmente o desalmado do Piter esqueceu a moça la no futuro ....maior furada!! furada power é mudar loucamente os poderes dos personagens ... o final da 4º temporada foi um M total... por mim poderiam reabrir 4400 que tinha mais pé e cabeça....
    Falando de 4400... estava analisando vários personagens que são copias fiéis em poderes em heroes...
    Deveriam colocar mais carisma na série ...e logico escrever melhor os roteiros!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo8:43 PM

      Terminei de ver a série hj e tb fiquei me perguntando dessa namoradinha do Peter presa no futuro

      Excluir
  11. Anônimo9:20 PM

    A entrevista decepciona em certos aspectos, mas deve-se comentar também que a pessoa que comenta, no caso nosso amigo do HeroesBrasil não pode se achar simplesmente no direito de dizer: "Tudo o que tinha pra ser criado no mundo da literatura, dos filmes e das séries, já foi criado", pois nem tudo são tragédias gregas... a arte sempre trará idéias originais e qualquer pessoa com o mínimo de bom senso conseguiria ver isso.

    ResponderExcluir
  12. Anônimo10:00 PM

    prontos já se sabe qual é mesmo o problema da serie, é mesmo do seu criador, não esperava que tivesse o sucesso que teve, e depois não tinha mais pedalada para aguentar o barco, venham novos argumentistas, que este já era, assim, sim, podia ser que a série voltasse a bom rumo, já que com este senhor está visto que ainda vai afundar mais.
    Caraças, eu não entendo, mas ele queria andar sempre a contar a mesma historia mas com personagens diferentes? Onde é que isso já se viu?
    A NBC fez bem em meter travão nele, mas faltas-lhe a coragem de o despedirem e arranjarem outro. Ainda pode ter vida o Heroes...

    ResponderExcluir
  13. Anônimo10:05 PM

    ha, tinham criado uma petição salvem Heroes, acho que também deviam criar uma a dizer fora Tim Kring

    ResponderExcluir
  14. Ao Anonimo que disse:
    "A entrevista decepciona em certos aspectos, mas deve-se comentar também que a pessoa que comenta, no caso nosso amigo do HeroesBrasil não pode se achar simplesmente no direito de dizer: 'Tudo o que tinha pra ser criado no mundo da literatura, dos filmes e das séries, já foi criado', pois nem tudo são tragédias gregas... a arte sempre trará idéias originais e qualquer pessoa com o mínimo de bom senso conseguiria ver isso."

    Todos os meus posts estão assinados por mim, meu nome é Amanda Pina e sobre esse comentário, não parte de mim esse pressuposto, mas sim de estudiosos, principalmente da arte literária. Como também comentei, o que geralmente muda é a forma como as histórias são contadas e como se "orquestrar" esses elementos que já foram criados a tanto tempo. É isso o que dá a originalidade a qualquer obra. Não é uma questão de bom senso, mas sim de estudo, pesquisa e análise.

    ResponderExcluir
  15. Ou o Sr. Kring não vê TV ou Damon Lindelof e Carlton Cuse assistem e copiam o Heroes, porque Lost e Heroes são semelhantes em muitos pontos.
    Assisto as duas séries e acho ambas geniais. Não sei quem copiou antes, seria uma discussão inútil, é como filosofar sobre o ovo e a galinha. Mas as viagens no tempo, as realidades paralela, ou alternativa são parecidas. O personagem Samuel Sullivan de Heroes e o falso John Locke de Lost são iguais, ambos recrutando um possível substituto, sem contar que o ator de Heroes acabou de sair da série Prison Break, vivendo o temível T-Bag, nada contra o ator, muito pelo contrário, considero seu trabalho excelente, mas às vezes para o telespectador fica difícil disassociar um do outro. Tem também o personagem Adam Monroe do Heroes, é o Richard Alpert de Lost, aquele que não envelhece nunca, Peter Petrelli de Heroes é o Jack Shepard de Lost, aquele que enfia a cabeça no trabalho e quer resolver tudo, e geralmente mete os pés pelas mãos. Tem ainda a facilidade com que todos os personagens transitam entre o presente, o passado e o futuro. As discussões entre o bem e o mal, o preto e o branco. A Angela Petrelli é o Jacob de Lost, nunca se sabe em que lado está. "Na liga do bem ou do mal", "do branco ou do preto". O personagem Sylar é o Ben Linus de Lost, essencialmente mau, mas cheio de crises existenciais. Enfim, não se cria nada de novo, há muito tempo.

    ResponderExcluir
  16. Anônimo12:49 PM

    Sem falar que Sylar tem tantos poderes obtidos na primeira e segunda temporadas que ficaria impossível derrotá-lo. Por exemplo, me digam, se ele tomou o poder daquela senhora que escutava a quilômetros de distância, como ele poderia ser surpreendido alguma vez na vida?? Tem episódios em que isso acontece, é uma pena não me lembrar deles agora, mas tenho certeza que alguém aí o fará.

    Enfim, foi um bacanal de poderes pra nada.

    Abraço!
    Tiago Magalhães.

    ResponderExcluir
  17. Eu nem sei porque ainda assisto Heroes... assisto desde o 1º ep. da 1ª temporada... e foi lindo! da segunda em diante, desceu a ladeira legal...
    Acho que eu assisto só pra saber, só pra ter certeza da merda de final que vai ser!
    Seria menos vergonhoso eles terminarem logo essa série que começou muito bem, mas sinceramente, tá horrível de assistir... eu assisto e não sei se estou vendo comédia ou show de horrores!? Até os efeitos especias degringolaram! eu não sei se rio ou se choro a cada novo episódio...
    só lamento...

    ResponderExcluir
  18. Anônimo4:32 PM

    Como eu sempre venho dizendo:
    Uma audiência e uma emissora atrapalham muito numa série de TV. Se um produtor começa uma série, a emissora deveria deixar ele ir até o final com a história que ele já planejou, independentemente se a audiência vai gostar ou não.

    ResponderExcluir
  19. Rodrigo4:41 PM

    1-Mudança do objetivo original da série;

    2-Falta de criatividade de TK ao lidar com as mudanças;

    3-Mudanças na equipe de criação. Os recentes pontos altos de Heroes foram no final de Fugitives e no início de Redemption. Creio que Bryan Fuhler participou dessas 2 fases. Fico em dúvida se ele apenas saiu de Heroes para cuidar de outros projetos, ou se saiu por causa de uma "briga de egos" com algum integrante da equipe.

    ResponderExcluir
  20. O maior absurdo foi o sumiço da Molly Walker, que ficou sem explicação até hoje. Nada me tira isso da cabeça.

    ResponderExcluir
  21. Ronaldo8:01 PM

    Que o senhor Tim Kring não assiste televisão , lê jornais ou revistas... pode até ser... mas que é uma mentira muito deslavada isso é sim... alôoooooooooo... ele ou alguém aqui nunca viu, leu gibi dos X-men, Wolverine e Cia??? me poupe a hipocrisia né..... Se ele não tá dando conta do recado (Heroes) pede para cagar e sai logo de vez... mas não vem botar a culpa em nós meros expectadores... uma que ele ou a NBC depende da gente para garantir as temporadas da série até aqui... se ele não quer mais passe a bola para frente e coloque outro no lugar ou simplesmente termine o que começou com dignidade...ok?

    ResponderExcluir
  22. Anônimo5:28 AM

    Eu fiquei realmente desapontado, cheguei a pensar que a série havia mudado de roteirista...

    Em vários pedaços da história eu acabei perdendo o fio da meada. Personagens que simplesmente sumiram, histórias sem conclusão, mudanças na linha da história que comprometeram todo o seguimento.

    Realmente eu concordo que o projeto deveria ser entregue à alguém com competência para continuidade e o TK seguir com seu plano original com uma série paralela ou algo do tipo, assim como Law & Order onde apesar de ter séries com histórias separadas o mundo onde se contam as histórias estão juntos(inclusive ocorrendo aparições de personagens de uma série em outra). Mas enfim... como o projeto é dele é provavelmente ele não quer passar, paciência.

    Só fico triste por ver o seriado afundando dessa maneira e correndo o risco de ser cancelado. Realmente uma pena.

    ResponderExcluir
  23. Rick Bennet11:34 AM

    “Gabriel Tubbs disse...
    O maior absurdo foi o sumiço da Molly Walker, que ficou sem explicação até hoje. Nada me tira isso da cabeça.”
    Sem falar do Micah, da Mônica, da Hana Gilteman, da outra gêmea da Nikki que nunca apareceu, do Claude, da Alice, da ex-mulher do Nathan, dos filhos dele que podiam ter poderes, e muitos outros que não me lembro agora.

    ResponderExcluir
  24. Leonardo12:12 AM

    Na verdade, apesar dos furos, estou gostando muito.
    O que mais achei absurdo foi esse skema do Piter ter um poder de cada vez, se antes o poder dele era esse, quando perdeu e recuperou de novo, tinha que voltar igual sempre foi, ficou sem lógica, sem contar que como que alguem vai peitar o Sylar sem muitos poderes, só o Hiro msm, congelando ele e cortando a cabeça. Outra coisa que achei phoda, o Sylar cortou a cabeça da Claire e tava tipo fuçando la dentro, como que pegando o poder e ainda falou que ela era especial e tals, esse especial até agora não se falou nada, esqueceram, e o Sylar pegou e falou que não precisa matar pra pegar o poder, que mata porque gosta, nada a ver, ja que que a Claire não morre, não precisava ter abrido a cabeça dela.
    Enfim, estou curtindo a serie ainda e evito ficar me ligando nesses furos pra não perder a vontade de assistir. Pra mim do jeito que ta esta bom, so espero que a serie não seja cancelada e tenha um fim.

    ResponderExcluir
  25. Anônimo12:52 AM

    Realmente a saida do roteirista de heroes no final da primeira temporada estragou a série. Qual seria o problema o problema em ter nesta série 3 roteiristas escrevendo 3 historias desconexas que no final teriam um finalização em comum, acredito que muito suspense e mistério (veja Harry Potter) é o que gera audiencia e que todos querem é naum ter a minima idéia do que vai ocorrer no proximo episódio, devido a uma otima construção da história.

    ResponderExcluir
  26. Eu não vou chegar aqui e dizer ''a histórias degringolou depois da 1ª temp..'' pq na minha opinião eu nao sei aonde vocês tiraram tanta coisa ruim da série ,a segunda temporada até que oi eo fraca em varis aspectos mas nada de decepão,as istórias chegaram ond edeviam chegar nao existe essa que a serie se incaminhava pra alguma coisa e depois mudou ,heroes nao tinham tantos padroes era oq tinha que ser mudaças se necessario e nao mudunça em varios personagens colocava um caráter único do perssonagem ...
    Sylar ter mudado não é nada ruim desde o inicio ele nao sabia se era certo ou errado ,nao era mal por natureza ,entao tinha todo direito de mudar achar pq realmente ele precisava...
    Eu gostei se todos aqui tivessem odiado tanto heroes nao teriam olhado todos episodios e muita coisa nao existiria aii ,entao parem um pouco de reclamar e olhemm ,erros todos cometem,se nao olhassem tanto para os erros e olhacem para adimirar um perssonagem como um heroi ,como eu adimiro vários talvez seria melhor de olhar e menos reclamações existiria...

    ResponderExcluir
  27. Anônimo6:27 PM

    "Na verdade, apesar dos furos, estou gostando muito.
    O que mais achei absurdo foi esse skema do Piter ter um poder de cada vez, se antes o poder dele era esse, quando perdeu e recuperou de novo, tinha que voltar igual sempre foi, ficou sem lógica, sem contar que como que alguem vai peitar o Sylar sem muitos poderes, só o Hiro msm, congelando ele e cortando a cabeça. Outra coisa que achei phoda, o Sylar cortou a cabeça da Claire e tava tipo fuçando la dentro, como que pegando o poder e ainda falou que ela era especial e tals, esse especial até agora não se falou nada, esqueceram, e o Sylar pegou e falou que não precisa matar pra pegar o poder, que mata porque gosta, nada a ver, ja que que a Claire não morre, não precisava ter abrido a cabeça dela.
    Enfim, estou curtindo a serie ainda e evito ficar me ligando nesses furos pra não perder a vontade de assistir. Pra mim do jeito que ta esta bom, so espero que a serie não seja cancelada e tenha um fim. "

    A claire era especial pois ela era o catalisador para a fórmula. O pai do hiro tinha colocado nela quando ela era bebê, mas dps o hiro volta no tempo e pega o catalisador para ele.

    ResponderExcluir
  28. Anônimo12:28 PM

    Mas afinal....heroes acabou mesmo ou nao? Vai ter continuação depois do volume 5 episódio 4x19?

    Será que realmente a série foi cancelada?

    ResponderExcluir
  29. Vc aind tem muito o q aprender para alguem q dedica tanto tempo a um blog...

    ResponderExcluir
  30. Anônimo1:25 AM

    o Rafael Batista disse tudo

    é triste ver até q ponto as coisas chegaram...

    ResponderExcluir
  31. Anônimo6:32 AM

    kkkkkkkk podes crer! odeios viciados em ser "nerds de cinema, seriados, e derivados"

    me desculpe,

    mas acho que os "profissionais do ramo" que postaram aqui estão realmente se perdendo aqui, deveriam todos fazer um currículo com essas habilidades em descobrir "furos que não gostam" e buscar um emprego no cinema, pois iriam ficar milionários.

    será que a vaga do Tim Kring não está disponível?

    bom, dane-se. O cara transforma um seriado em um fenômeno em um dia e no outro ele é "um bundão" só porque matou seu personagem favorito ou esqueceu alguma parte da história. ah! váááááá... escrever um livro então e pare de perder tempo estragarndo seu "talento" em um blog.

    Críticas só podem ser bem vindas quando o autor supera o criticado ou pelo menos quando se é alguém respeitado no ramo hahah.

    desculpa mesmo! mas não gosta? use o controle-remoto.

    aaaaah! e quando escrever o livro.. me avisa! vou ser o primeiro a comprar.

    ResponderExcluir
  32. Pois é anonimos da vida, é algo muito corajoso escrever opiniões sem dar a cara a tapa, eu realmente admiro vocês! Por que se dar o trabalho de escrever um blog e assinar com seu próprio nome é um absurdo não é mesmo?

    E assim como muitos blogueiros eu quero que todos concordem comigo e ponto final, discussão pra quê? É verdade eu sou uma profissional do ramo, claro, porque eu me atreveria escrever sem ser? E todos os que comentam aqui também não deveriam se atrever a ter opinião própria, não é mesmo?

    Boa idéia, a vaga do Tim Kring deve ser boa mesmo, mas acho melhor apenas ficar aqui falando mal dele conforme o meu humor varia, pois é claro, é assim que pondero minha opinião, tudo depende do meu humor. E não é que é uma boa idéia também escrever um livro, para que eu não "estrargarn" meu talento? Cara você é um gênio, pode deixar que eu publicarei ele aqui, para todos lerem, inclusive você e assim também caçar meus furos, porque eles vão estar lá.

    ResponderExcluir
  33. Anônimo6:35 PM

    vocês chingam tanto o autor, mas continuam a assisstir né? PQP

    ResponderExcluir
  34. Acho que essa série! devia ser entregue em outra mãos, outros autores...

    ResponderExcluir
  35. Anônimo2:30 PM

    eu realmente gostaria que heroes voltasse apesar das consequências em ki a serie tomou eu keria muito ki voltasse pois eu sinto muita falta dos personagens e da série eu keria ki o criador batalhasse pela série por favor botem essa série novamente no ar eu acompanho essa série ao um tempão e sinto muita falta

    ResponderExcluir
  36. Eu queria apenas um final para nossos personagens e saber o que aconteceu com diversos deles, tipo a Molly que sumiu do nada....rsrsrs

    ResponderExcluir
  37. Eu queria apenas um final para nossos personagens e saber o que aconteceu com diversos deles, tipo a Molly que sumiu do nada....rsrsrs

    ResponderExcluir

Spams e publicidade indesejada serão apagados. Fique a vontade para fazer observações, críticas, elogios e tirar dúvidas.